"Grande é a poesia, a bondade e as danças. Mas o melhor do mundo são as crianças." (Fernando Pessoa)

Tia Fabiola daqui a 100 anos....

Tia Fabiola daqui a 100 anos....
...não importará o tipo de carro que dirigi, o tipo de casa em que morei, quanto tinha depositado no banco, nem que roupas vesti. Mas o mundo pode ser um pouco melhor porque eu fui importante na vida de uma criança.”

Um resumo do Blog pra você!!!

Um resumo do Blog pra você!!!

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Página da Tia Fabiola e Cia no Face!!!


Venha curtir e ficar pertinho todos os dias!!!

https://www.facebook.com/fabiolafachetti?ref=hl


Sou Fabíola Karla Fachetti Cristo!
Sou Pedagoga e professora formada há 20 anos.
Pós Graduada em Psicopedagogia, Pedagogia Empresarial e Educação Infantil. E com experiência em Educação Social e Pedagogia Social.
Amo a arte de ensinar e estar cercada de crianças, pois com elas aprendemos mais e mais, todos os dias! Como já dizia Paulo Freire: "Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção."

Aqui você vai encontrar dicas para pais e educadores, técnicas variadas, reciclagem, enfeites, lembrancinhas, trabalhos artesanais e muitas crianças lindas com trabalhos e projetos especiais pra todos vocês!!!

Essa página é uma pequena parte dos trabalhos que tenho com meus Blogs. Foi criada com o objetivo de mostrar meu trabalho, trabalhos que acredito e de pessoas que gosto também!

A maioria do material encontrado aqui, tais como artigos e imagens, são de minha autoria, mas alguns foram coletados da Internet. Não tenho a intenção de violar os direitos autorias, se você tiver direito sobre alguma imagem ou texto, peço que entre em contato, assim se preferir eu posso retirar o conteúdo ou colocar os devidos créditos.

Muito Obrigada e espero que meu cantinho te ajude!!! E agora ele fica sendo o NOSSO CANTINHO!!!

.... E não se assuste, nem me condene por eu ainda usar o meu "TIA".... rsrsrsr!!! Veja só como uma forma carinhosa.... Eu também concordo com Paulo Freire!!!!!
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=381533741946943&set=a.377934845640166.1073741825.170101639756822&type=1&relevant_count=1

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

domingo, 7 de julho de 2013

O CASAMENTO DA DONA BARATINHA

Era uma vez uma Baratinha que adorava arrumar sua casinha.
Todos os dias varria e limpava.
E quando tudo estava limpinho, satisfeita ela ficava.
Mas certa vez,ao varrer o chão, Dona Baratinha achou um tostão.

Ficou tão alegre que não se conteve.
Arrumou-se todinha e foi fazer umas comprinhas.
Com o tostão que achou, Dona Baratinha não economizou.

Comprou tudo que achava necessário. Móveis, cortinas, geladeira, fogão e televisão.
Comprou também sapatos e vestidos de algodão.Jóias e laços de fita.Queria ficar bonita.
Comprou muitos doces também, afinal, é uma barata e barata que se preze adora uns docinhos.

O troco ela guardou num cantinho especial,uma caixinha forrada de cetim que ganhou no último Natal.
Toda arrumada e sorridente, Dona Baratinha resolveu arrumar um pretendente.
Agora que possuía dote,queria se casar. Então foi para a janela e começou a cantar:
"Quem quer casar com a dona Baratinha, que tem fita no cabelo
E tem dinheiro na caixinha?"

Foi quando passou pela rua um boi todo animado.
_ Eu quero – o boi mugiu.
E ela com voz delicada pediu:
_ Senhor boi, quero saber o som que o senhor faz?
O boi educadamente encheu o peito e respondeu:
_ Múuuuuuuuuuuuuuu

Dona Baratinha correu lá pra dentro assustada.
Deu um suspiro e retornou à janela decepcionada.
_ Ah! – Dona Baratinha se abanava toda afobada.
– Não posso me casar com o senhor, seu mugido me assusta.
O boi foi embora, e ela fincou os cotovelos na janela outra vez, esperando que passasse outro pretendente.

Não tardou e apareceu um burrinho.
A Baratinha então cantou:
"Quem quer casar com a dona Baratinha, que tem fita no cabelo.
E tem dinheiro na caixinha?"

O burrinho parou diante da janela e deu um zurro tão alto que estremeceu a casa.
_ Eu quero!
_Mas... o senhor zurra assim sempre? – perguntou a dona Baratinha, trêmula do susto.
_ Às vezes consigo mais alto! –respondeu o burrinho sorridente.
_Deus me livre de casar com você, senhor burrinho. Não suportaria seu barulho.
O burro foi embora todo decepcionado.

Dona Baratinha se encostou novamente na beirada da janela.Arrumava a fita na cabeça e dava longos suspiros.
Foi então que passou um cabrito,bonito e elegante.
Dona Baratinha pôr-se a cantar no mesmo instante:
"Quem quer casar com a dona Baratinha, que tem fita no cabelo.
E tem dinheiro na caixinha?"

_ Eu quero! – berrou o cabrito, todo empolgado.
_ Então me diga senhor cabrito, que barulhinho o senhor faz?
O cabrito encheu o peito e berrou até não aguentar mais:
_ Bééééhhhhhhhhhh
_Ai! credo, senhor cabrito, que barulheira– gritou dona Baratinha tampando as orelhinhas.
– Não dá pra casar com quem berra desse jeito!
O cabrito, então, foi embora cabisbaixo.Dona Baratinha ajeitou os cotovelos em cima de uma almofada macia,talvez a demora fosse grande, assim ela previa.

Já um pouco desanimada,ainda com os cotovelos na almofada, a baratinha avistou Dom Ratão se aproximar.Aqueceu a Voz e começou a cantar:
“Mimimi... Quem quer casar com a dona Baratinha, que tem fita no cabelo
E tem dinheiro na caixinha?"

Dom Ratão parou então, bem em frente à sua janela.
_Como alguém pode não querer casar com uma senhora tão bela?
Dona Baratinha ficou toda animada.

_Então me responda Dom Ratão, que barulhinho o senhor faz?

_ Ah! sou discreto, minha senhora, faço só esse barulhinho: Mick, Mick, Mick.

_Que barulhinho mais fofo! Isso sim é que é voz! Assim, não pode me assustar.

Dona Baratinha então aceitou o pedido de casamento de Dom Ratão.

Ficaram noivos.

O casamento foi marcado para dois dias depois. No dia do casamento foi preparada uma super festa.
O troco do tostão estava rendendo... Uma comilança havia sido preparada.

Muitos doces como a baratinha desejava, além do prato preferido do noivo: um caldeirão de feijoada.
O aroma das comidas invadia a casa toda.

Porém era o cheirinho da Feijoada o que mais se destacava.
Dom Ratão chegou à festa todo arrumado de cartola e gravata.Muito elegante esperava que a noiva se aprontasse, enquanto andava pela casa.
Alguns convidados haviam chegado, Dona Besouro organizava todo o cerimonial. E o casamento aconteceria ali mesmo na casa da Dona Baratinha, no meio do quintal.
Dom Ratão sentiu o aroma delicioso do feijão, foi sorrateiro para a cozinha e não foi visto desde então.

Dona Baratinha desceu as escadas, num lindo vestido branco. Segurando o seu buquê de flores.

A música começou a tocar e os convidados todos abriam caminho para Dona Baratinha passar.
A caminho do altar,improvisado no quintal a baratinha sorria feliz, casar era tudo que ela sempre quis.
A noiva chegou então, ao início do tapete vermelho, todos olhavam em sua direção e assim começou uma grande confusão.
_ Espera Dona Baratinha, você ainda não pode entrar, pois o noivo não está no altar.-disse Dona Besouro.
_ Ah! que tormento, será que ele desistiu do casamento? – falou a baratinha já bastante triste.
_ Calma minha gente, ele estava lá na cozinha, verificando o que o cozinheiro fazia.
– Disse um dos convidados.

Dona Baratinha saiu apressada segurando a barra do vestido com cuidado para não ficar amarrotada.Dona Besouro a seguiu.
Chegando na cozinha Dona Baratinha mal acreditou no que viu.
Dom Ratão com muita gula havia caído na panela de feijão.Como estava muito quente ele acabou desmaiando.O Cozinheiro Sr Macaco, segurando um grande garfo, pescou o rato queimado de dentro do caldeirão.
Dom Ratão foi socorrido e levado para o hospital. Com muita vergonha dos amigos ele acabou mudando para outro local.

A Baratinha desconsolada ficou sem casamento.
Dizem que daquele dia em diante ela passou a ser ainda mais exigente, continuava na janela à procura de um pretendente.
E para todo solteiro que passava aquela mesma música a baratinha cantava:
"Quem quer casar com a dona Baratinha, que tem fita no cabelo
E tem dinheiro na caixinha?

segunda-feira, 24 de junho de 2013

OS DIREITOS DAS CRIANÇAS


Declaração dos Direitos da Criança
1º Princípio – Todas as crianças são credoras destes direitos, sem distinção de raça, cor, sexo, língua, religião, condição social ou nacionalidade, quer sua ou de sua família.
2º Princípio – A criança tem o direito de ser compreendida e protegida, e devem ter oportunidades para seu desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, de forma sadia e normal e em condições de liberdade e dignidade. As leis devem levar em conta os melhores interesses da criança.
3º Princípio – Toda criança tem direito a um nome e a uma nacionalidade.
4º Princípio – A criança tem direito a crescer e criar-se com saúde, alimentação, habitação, recreação e assistência médica adequadas, e à mãe devem ser proporcionados cuidados e proteção especiais, incluindo cuidados médicos antes e depois do parto.
5º Princípio - A criança incapacitada física ou mentalmente tem direito à educação e cuidados especiais.
6º Princípio – A criança tem direito ao amor e à compreensão, e deve crescer, sempre que possível, sob a proteção dos pais, num ambiente de afeto e de segurança moral e material para desenvolver a sua personalidade. A sociedade e as autoridades públicas devem propiciar cuidados especiais às crianças sem família e àquelas que carecem de meios adequados de subsistência. É desejável a prestação de ajuda oficial e de outra natureza em prol da manutenção dos filhos de famílias numerosas.
7º Princípio – A criança tem direito à educação, para desenvolver as suas aptidões, sua capacidade para emitir juízo, seus sentimentos, e seu senso de responsabilidade moral e social. Os melhores interesses da criança serão a diretriz a nortear os responsáveis pela sua educação e orientação; esta responsabilidade cabe, em primeiro lugar, aos pais. A criança terá ampla oportunidade para brincar e divertir-se, visando os propósitos mesmos da sua educação; a sociedade e as autoridades públicas empenhar-se-ão em promover o gozo deste direito.
8º Princípio - A criança, em quaisquer circunstâncias, deve estar entre os primeiros a receber proteção e socorro.
9º Princípio – A criança gozará proteção contra quaisquer formas de negligência, abandono, crueldade e exploração. Não deve trabalhar quando isto atrapalhar a sua educação, o seu desenvolvimento e a sua saúde mental ou moral.
10 º Princípio – A criança deve ser criada num ambiente de compreensão, de tolerância, de amizade entre os povos, de paz e de fraternidade universal e em plena consciência que seu esforço e aptidão devem ser postos a serviço de seus semelhantes.




terça-feira, 9 de abril de 2013

PROJETO CIRCO



PROJETO: A ARTE DO CIRCO 
no Centro de Referência Especializado da Assistência Social
O maior espetáculo da terra !

"O circo é, antes de tudo, um espetáculo visual.
O palhaço faz tudo seriamente. Ele não precisa falar e sim fazer graciosos trejeitos. Sua mímica ingênua sempre consegue fazer rir."
(Leonid G. Engibarov)


Idade: 3-11 anos.
Número de participantes: todos os usuários atendidos
Tempo de execução: Março 2011

Justificativa:
Hoje tem espetáculo? Tem sim senhor!
Hoje tem marmelada? Tem sim senhor!
E tem também palhaços, malabaristas, equilibristas, domadores, ilusionistas, trapezistas, globistas e ainda muitos animais.
E é em 15 de março o dia destinado àquele que é sinônimo de alegria.
O circo é uma das mais antigas e completas manifestações populares e artísticas, pois durante o espetáculo, sob uma lona colorida, tem música, teatro, dança, cenografia e figurino apropriados que encantam a platéia; um espetáculo de magia que faz até hoje a alegria não só das crianças, como também de muitos adultos.

Problemática:
Apoiar, preservar e estimular a tradição da arte circense!
Pouco a pouco, os palhaços junto com os circos foram perdendo espaço para o cinema, a televisão, os videogames...
A infância ficou mais curta e a ingenuidade virou um fator de risco.
Preservar a magia do circo é manter viva essa criança que temos dento de nós mesmos!

Objetivo geral:
·        Desenvolver nas crianças, através de atividades lúdicas, o desejo de conhecer e valorizar a arte circense.

Objetivos específicos:
·        Fazer as crianças conhecerem e valorizarem a arte circense;
·        Despertar o gosto pela arte, pela música e pela poesia;
·        Trabalhar e desenvolver a criatividade;
·        Incentivar o circo sem animais;

Eixos temáticos / conteúdos:
·        Artes visuais, matemática, música, natureza e sociedade, linguagem oral e escrita, identidade e autonomia e corpo e movimento.
·        O Circo;
·        O fazer artístico;
·        Apreciação musical;
·        Expressividade;
·        Equilíbrio e coordenação;
·        Noções de formas e quantidades;
·        Noções de diferenças e igualdade;

Estratégias / Recursos:
ü     Música
ü     Dança
ü     Desenho
ü     Pintura
ü     Brincadeiras infantis
ü     Jogos diversos
ü     Literatura infantil
ü     Vídeos
ü     Cds e DVDs
ü     Adereços

Desenvolvimento: (Sugestões)
Ø     Atividade 1 – Oficina de contação de Histórias: A história do circo e o Macaquinho;
Ø     Atividade 2 – Cine CREAS: Xuxa Circo e "Dumbo";
Ø     Atividade 3 – Oficina de Desenho e Pintura: E o palhaço, o que é!
Ø     Atividade 5 – Oficina de Músicas dramatizadas com fantasias
Ø     Atividade 6 – Oficina do Movimento: Exercícios rítmicos e de equilíbrio;
Ø     Atividade 7 – Oficina de Jogos: Jogo da memória - figuras circenses;
Ø     Atividade 9 – Coordenação motora: corda, bambolê, bastões, bolinhas;
Ø     Atividade 10 – Oficina de Pintura em Tela: Releitura da obra

Avaliação:
A avaliação será realizada permanentemente comprometida com o desenvolvimento das crianças. Será observado o que as crianças sabem fazer, o que pensam a respeito do Circo e do que é difícil entender, assim como conhecer mais sobre os interesses que possuem. 

DIREITOS DAS CRIANÇAS




Oficina Direitos das Crianças



1) Livrinho dos Direitos das Crianças:

Primeiro pensei em construir um livro com a turminha, ilustrando as estrofes do poema. Em rodinha, cada aluno deverá ler em voz alta para a turma o trecho que receber. Depois vai ilustrar e vamos juntar as páginas confeccionando um livro que será enviado para casa. Assim as crianças alfabetizadas podem ler para seus familiares e os que ainda estão em processo lerão junto com seus responsáveis.



2) Mural dos Direitos das Crianças

Para exercitar a escrita, vamos montar um mural para o CREAS. Utilizando imagens referentes aos Direitos das Crianças, cada criança vai escrever uma frase, tendo como referências a ilustração recebida e a leitura do livro da Ruth Rocha. Os desenhos serão expostos no mural do corredor principal para que todas as crianças e familiares tenham acesso.


3) Músicas: Canção de todas as crianças

Toquinho tem um CD inteiramente dedicado aos dez princípios dos Direitos das Crianças. Essa será a trilha sonora das nossas atividades.


4) Deveres das crianças

Para completar a atividade, em grupos, as crianças vão escrever os 10 DEVERES DAS CRIANÇAS. Porque elas também devem construir o senso de responsabilidade. E depois vamos expor nossos deveres nas paredes da nossa sala de aula - assim os pais irão ver os compromissos que seus filhos assumiram no dia da entrega dos boletins.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Postagens populares


Esse blog foi criado com o objetivo de mostrar meu trabalho, minha arte e minhas paixões: educar e trabalhos com EVA! Além de poder trocar experiências com Pais, Educadores, Pedagogos... Estarei postando artigos e atividades referentes a Educação Infantil. A maioria do material encontrado aqui, tais como artigos e imagens, são de minha autoria, mas alguns foram coletados da Internet. Não tenho a intenção de violar os direitos autorias, se você tiver direito sobre alguma imagem ou texto, peço que entre em contato, assim se preferir eu posso retirar do blog ou colocar os devidos créditos. Muito Obrigada e espero que meu cantinho te ajude!!!

"Felicidade é morar numa cidade, feita do jeitinho pra gente ser feliz...."

"Felicidade é morar numa cidade, feita do jeitinho pra gente ser feliz...."

MINHA LINDA E ABENÇOADA FAMÍLIA!

MINHA LINDA E ABENÇOADA FAMÍLIA!
"Meu filho vai ter nome de santo, quero o nome mais bonito... é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se vc parar pra pensar, na verdade não há..."

Quem será???

Quem será???
Essa linda bonequinha sou eu!!!

Seu comentário é muito importante para mim!!!!

Sou Embaixadora PRITT